segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

domingo, 28 de fevereiro de 2016

Nota biográfica das autoras e ilustradora
Presentes na SEMANA DA LEITURA

Ana Rita da Silva Gonçalves nasceu em Coimbra em 1982 e reside em Mancelavisa, concelho de Arganil. É licenciada em Professores do Ensino Básico e mestre em Educação Especial, nos domínios Cognitivo e Motor.








Ana Rita Coimbra Pina de Campos nasceu em 1984, em Viseu. Reside em Molelos, concelho de Tondela. É licenciada em Terapia da Fala e mestre em Desenvolvimento e Perturbações da Linguagem na Criança.








Sandra Maria Cabral dos Santos nasceu em 1974 e reside em Coja. É licenciada em Professores do Ensino Básico, mestre em Estudos Portugueses Multidisciplinares e doutoranda em Estudos Portugueses, na área da literatura portuguesa.









Marisa Sofia Ramos Quintino nasceu em Lisboa, em 1990, e reside em Coimbra. É licenciada em Design de Comunicação pela Escola Universitária das Artes de Coimbra, tendo concluído o curso de Mestrado em Design Gráfico, no ano de 2015. 

*****

APRESENTAÇÃO DO LIVRO 
O BINÓCULO MISTERIOSO


No próximo dia 15 de março, no Agrupamento de Escolas de Santa Cruz da Trapa, vai ser apresentado o livro O Binóculo Misterioso, para todos os alunos do pré-escolar e do 1º Ciclo. As sessões contarão com a presença das autoras Sandra Santos, Ana Rita Gonçalves e Rita Campos, da ilustradora Marisa Quintino.

Livro de literatura infantil que integra na sua narrativa, de forma implícita, um jogo de palavras que possibilita o desenvolvimento de competências na área consciência fonológica (análise dos sons das palavras), importantes para a aprendizagem da leitura e da escrita. Foi o primeiro livro a receber o apoio da Associação Portuguesa de Terapeutas da Fala, pela pertinência dos conteúdos abordados. 

Como se pode ler na contracapa: “Neste livro, através de um binóculo misterioso, as autoras propõem um percurso complementar em que a criança é direcionada para o treino de competências específicas na área da linguagem, nomeadamente da consciência fonológica, isto é, a capacidade de identificar e manipular unidades sonoras, reconhecendo que a cadeia falada se divide em sons mais pequenos, até à sua unidade mínima, o fonema.”

É pois um livro que interessa à criança, mas também aos pais e professores já que ele se transforma num instrumento de trabalho, no apoio ao desenvolvimento da capacidade de expressão através das palavras.

Para além das palavras o livro tem uma ilustração lindíssima. 



sábado, 27 de fevereiro de 2016

Saúde Oral Manual Para Educadores




Clica na imagem

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

BIOGRAFIA - Luís Portugal


Luís Portugal nasceu em Vila Real a 22 de maio de 1957. A partir dos 12 anos de idade começa a subir aos palcos, em grupos musicais dos estabelecimentos de ensino que frequentava.


Em 1977, é convidado a integrar o grupo JAFUMEGA e, juntamente com Eugénio, Pedro e Mário Barreiros, José Nogueira e Álvaro Marques, deixa-nos um dos legados musicais mais importantes da música moderna portuguesa.

Ao longo de 8 anos com os JAFUMEGA, grava 4 discos de originais, dos quais foi posteriormente editado um “best of”.

Para além de centenas de concertos, participa nos primeiros festivais internacionais em Portugal com grandes nomes da música mundial, como U2, Ritchie Heavens, entre outros.

Em 1985, ainda com os JAFUMEGA, representa o nosso país na primeira amostra da música moderna portuguesa em Paris, com dois concertos no Fórum Les Halles.

Um ano depois, os JAFUMEGA separam-se.

Luís Portugal dedica-se então ao ensino de Artes Visuais (possui o 3º ano de Arquitectura) e ao esporádico trabalho de composição.

No início dos anos noventa, junta-se ao Sexteto de Carlos Araújo e participa diariamente, ao vivo, no programa da RTP,” Às 10”.

1992 é o ano do retorno de Luís aos discos: “Coisas Simples”, o seu primeiro trabalho a solo, tem produção de Jorge Filipe e Telmo Marques, e colaboração, entre outros, dos Vozes da Rádio.
Em 1993, o Brasil assiste a concertos de Luís Portugal; Recife, Natal e João Pessoa são os locais escolhidos.
Depois de uma aturada recolha musical por Trás-os-Montes, surge em 1995 o disco “Alta Vai a Lua”, que vem alargar o campo musical onde Luís se movia até então.

Em 1998 é convidado pelo guitarrista clássico Paulo Vaz de Carvalho, a dar expressão ao trabalho de Adriano Correia de Oliveira, numa justa homenagem.

Luís Portugal continua hoje a interpretar alguns “cantautores de Abril “, com destaque para José Afonso, em produções encomendadas.

“Luís Portugal ao vivo” é o registo em 2000, concebido e gravado em Tondela, no espaço ACERT, com a colaboração de Rui Costa (Silence 4 e ,Filarmónica Gil), arranjos e produção de Paulo Pereira (Silence 4 e David Fonseca), onde, para além de quatro temas originais, o cantor revisita canções intemporais que povoam a sua carreira.

2004/5 são anos de novas experiências. Integra o elenco de dois musicais de grande sucesso, In Love e Kiss Kiss, com o comediante Fernando Mendes, com o qual continua a colaborar, tendo escrito a música e co-produzido, “O Peso Certo”, em digressão até Dezembro de 2009.

Em fevereiro de 2006 é lançado o livro infantil de José Guedes, “Os Olhos do Coração”, que inclui um CD musicado e produzido por Luís Portugal. Já no Natal de 2002, a pedido da Santa Casa da Misericórdia da Mealhada, Luís tinha feito uma primeira incursão no universo musical infantil com o CD single “Teatrinho de Natal”.

A partir desta data, passa a ter colaboração assídua com a Editora livreira Gailivro, agora Grupo Leya, sendo responsável pela produção e composição musical dos projetos escolares “Saltitão”, “Carochinha e as Letrinhas” e da colecção Tic Tac, cinco volumes de aprendizagem da língua inglesa para crianças, ligação profissional que continua atual.

Desde o Verão de 2007 até outubro de 2009 teve a seu cargo a programação do Cine-Teatro de Torre de Moncorvo, sendo igualmente responsável pela agenda bimensal deste organismo.  Desempenhou as funções de diretor técnico da Escola “Sabor Artes” nesta localidade, com cerca de 300 alunos, e foi fundador do Coro e Orquestra de Cavaquinhos  desta instituição.

Dirigiu no Verão de 2009 o projeto musical “Despertar Talentos”, para a autarquia de Albergaria-a-Velha, que culminou com a formação do Coro Infantil desta cidade, com quem continua de forma assídua a colaborar.

É fundador, em parceria com Paulo Serafim , dos ÓQTRUP,  um grupo cómico/musical, que conta com centenas de espetáculos por todo o país, com relevo para os Casinos Solverde de Espinho, Chaves e Algarve.

 “Banda Desenhada” é a mais recente incursão infantil, que reparte os palcos com ”Poetas com Voz”, espetáculo intimista e abrangente, em que a língua e os poetas portugueses são os convidados.

Gorda, continua ser a sua colaboração com Fernando Mendes, tendo como último e gozado repasto, a revista à portuguesa “mendes.come” que continua a encher a barriga de riso as plateias portuguesas e não só ( EUA, Canadá, Paris).

Neste ano de 2012, Luís Portugal está de volta aos palcos, com banda, e ao mercado discográfico com um novo trabalho, que tem como single de estreia “Perto da Paixão”.

Em 2015 lançou o livro As Canções da Minha Escola, onde todos vão aprender de forma divertida! Esta obra, que inclui um CD áudio, apresenta 28 canções com autoria e composição de Luís Portugal. As canções têm um forte carácter didático e abordam diversos conteúdos de Português, Matemática e Estudo do Meio do 1º Ciclo do Ensino Básico. Toda a família vai deixar-se contagiar com estas canções que têm feito sucesso nas escolas de 1º Ciclo de todo o país!

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Encontro com o Escritor e Compositor Luís Portugal 



No próximo dia 17 de março de 2016, o escritor e compositor Luís Portugal deslocar-se-á ao Agrupamento de Escolas de Santa Cruz da Trapa, para fazer uma apresentação do livro As Canções da minha escola. Esta atividade será destinada a todos os alunos do 1º ciclo do agrupamento.
As 28 músicas de As Canções da Minha Escola podem ser ouvidas vezes sem conta e as suas letras cantadas em casa ou na sala de aula. As canções têm um forte carater didático, abordando diversos conteúdos de Português, Matemática e estudo do Meio do 1º Ciclo do ensino Básico.

Luís Portugal esteve presente no “Grandes Manhãs” do Porto Canal  e também no Bom Dia Portugal da RTP1, onde apresentou o livro As Canções da Minha Escola.





quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Descoberta de novos talentos na escrita

Catarina Bernard Cadilhe Marçal Pereira tem 15 anos e reside em Vila do Conde. Escreveu o livro “BROKEN - O dia de amanhã pode ser teu”. Esta obra aborda a temática do bullying na infância e na adolescência. Ella Walsh, a protagonista da história é órfã e foi vítima de maus tratos e de ameaças, o que a levou a uma enorme depressão. À medida que foi crescendo, ela tornou-se numa rapariga interessante e talentosa que decide ir para Londres começar uma nova vida. Um acaso fá-la conhecer Niall, que pertence à banda Tomorrow`s Fault, da qual ela é fã incondicional.



Autobiografia
“O meu nome é Catarina Bernard Cadilhe Marçal Pereira. Nasci dia 16 de Setembro de 2000, tenho 15 anos, e adoro inventar e escrever histórias. Sou introvertida, devoro livros, e adoro ver e fazer vídeos em Inglês para o Youtube. Ah, e também tenho uma paixão por desenho. Escrever foi sempre uma escapatória para mim, uma atividade onde eu posso ser eu mesma sem ser julgada, onde posso ser transportada para um mundo onde me sinto confortável. Como nunca foi muito fácil comunicar com as outras pessoas, os livros foram e são sempre a minha companhia preferida. Agora decidi partilhar convosco em livro, o BROKEN, por tê-lo publicado primeiro no Whattpad e ter visto que aceitação foi absolutamente surpreendente. Espero mesmo que gostem!”

Estes são os links das redes sociais:

Sinopse
Ella Walsh lidou com a depressão durante uma grande parte da sua vida. Cresceu órfã, na Cornualha, e foi vítima de bullying na escola. Uma sucessão de acontecimentos obscuros foram-lhe sempre acontecendo, sem nunca experienciar um momento de pura felicidade. Ella Walsh sentia-se presa no seu passado. Aos vinte anos, decide fazer as malas e recomeçar a vida em Londres, pronta para tentar ser uma rapariga normal pela primeira vez. Até conhecer Niall Flanagan, um jovem que faz parte da banda mais famosa do momento. Niall mostra-lhe o que ela nunca viu antes, e Ella é projetada para um mundo que nunca imaginara. Será que as marcas do passado vão deixar Ella confiar em Niall? E será Ella forte o suficiente para aguentar a pressão do estrelato?

domingo, 21 de fevereiro de 2016

Concurso Nacional de Leitura 2016 
Fase Distrital de Viseu - 2ª fase

Já foram selecionadas as obras de leitura obrigatória para a 2ª fase do Concurso Nacional de Leitura:

Ensino Básico:

- Os Livros que Devoraram o meu Pai - Afonso Cruz

- O Fantasma de Canterville - Oscar Wilde

A prova  terá lugar na Biblioteca Municipal de João da Pesqueira, no próximo dia 3 de Maio. 

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Comemoração do dia dos Namorados

Reis e rainhas, casamentos e namorados…

Desafio de História para comemorar o Dia de S. Valentim, 
dia dos namorados 



Está atento, pois vais encontrar um desafio de História para conhecer alguns dos casos de amor e felicidade dos nossos reis e rainhas…
Visita a Biblioteca, e procura o Desafio de História (para o 2.º Ciclo), 
a partir de segunda-feira, dia 15 de fevereiro!


















quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Rede das Bibliotecas Escolares 1996-2016



Em 2016, a Rede de Bibliotecas Escolares comemora vinte anos de existência. Vinte anos que nos permitiram atingir 2426 bibliotecas escolares e 1301 professores bibliotecários. Lançar um sem número de iniciativas em prol da leitura, da inclusão e das literacias exigidas por uma sociedade onde a informação e a tecnologia imperam e a incerteza se tornou uma constante. Vinte anos em que encontrámos parceiros, públicos e privados, que se tornaram aliados firmes e indispensáveis do nosso Programa. Em que obtivemos a confiança e a estima de muitos professores, alunos, funcionários, diretores de escolas e de centros de formação. De autarquias, bibliotecas municipais, fundações, universidades, associações e outras instituições da sociedade civil que nos dão o privilégio de trabalhar lado a lado.

Vinte anos percorridos temos razões para celebrar. Mas também a consciência de que o futuro é exigente e incerto. E que o nosso papel junto de alunos, de professores e também dos parceiros com que queremos continuar a trabalhar, passará pela forma como soubermos interpretar e responder às questões e valores com que o futuro já se está a desenhar.


quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Internet Segura



Milhões de utilizadores, de todas as idades, culturas e estilos de vida, usam diariamente a Internet. Contudo, este mundo cheio de potencialidades, também oferece alguns riscos que ameaçam a nossa segurança e bem-estar. Nesta área pretendemos evidenciar estes riscos, para o ajudar a se proteger da melhor forma e a educar os mais jovens a fazerem o mesmo, para isso temos um jogo: 
Quiz4You da SeguraNet é constituído por 52 cartas com mais de 200 questões sobre segurança digital.

São horas de diversão e aprendizagem com o Quiz4you!

Carrega na imagem e explora

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Dia Internacional da Internet Segura

Como forma de celebrar esta data com mais segurança, o Facebook partilhou várias dicas para os mais jovens e para os pais, ensinando-os a aumentarem o nível de segurança e privacidade na rede social.

Vamos conhecê-las.


Depois das dicas da Google, o Facebook também deixa alguns conselhos de ouro para que a utilização da Internet seja cada vez mais segura.

TRÊS DICAS PARA OS JOVENS

Pensem antes de partilhar

É fácil deixarem-se ir no ‘calor do momento’ e escreverem ou partilharem algo que lhes parece divertido. No entanto, é preciso ter atenção ao alcance do que se fez:

"É assim que eu quero que os outros me vejam? Poderá alguém, no futuro, usar essa informação contra mim? Gostaria que fosse partilhado com outras pessoas? Poderia acontecer-me algo de mau na sequência desta partilha?"

Qualquer informação partilhada – num comentário, nota ou vídeo – poderá vir a ter um alcance inesperado, por isso é fundamental que os jovens se questionem:

"Haverá algum problema se o que eu escrevi for lido por colegas, professores ou até por um futuro empregador?"

Todos cometemos erros, e se disse algo que se arrependeu, nunca é tarde demais para se desculpar por isso.

Saibam com quem estão a comunicar

A cada partilha feita no Facebook – post, fotografia ou link – podemos escolher quem queremos que seja a nossa audiência. No entanto, é também muito importante prestar especial atenção aos pedidos de amizade recebidos e aceitarem apenas as pessoas que conhecem. Se alguma vez receberem mensagens ou posts que os magoam, os jovens devem, dependendo do grau de gravidade, ignorar, remover a amizade ou bloquear o seu autor ou contar o que se passa aos pais, professores ou a um adulto em quem confiem.

Reportem conteúdo abusivo

É sempre possível reportar conteúdo considerado abusivo no Facebook.

Discursos de ódio, violência e bullying não são permitidos e o seu conteúdo é removido quando reportado, assim como Grupos, Páginas ou Eventos inapropriados e perfis falsos.



CINCO DICAS PARA OS PAIS

Seja fiel ao que ‘funciona’

O estilo de educação que dá ao seu filho deve ser semelhante online e offline. Cada filho é um filho e cabe aos pais perceberem qual a melhor forma de ‘passarem a mensagem’.

‘O exemplo vem de cima’

Este ditado popular é válido tanto online como offline. Tente ser um bom exemplo para os seus filhos, pois estes farão exactamente o que você faz e não apenas o que diz.

Estabeleça regras desde o início

Acompanhe os seus filhos online desde a sua estreia em redes sociais, pedindo-lhes de imediato amizade no Facebook ou Instagram. Quanto mais demorar a fazê-lo, mais difícil será. Fale-lhes de tecnologia, dos seus benefícios e malefícios.

Procure momentos-chave

Há momentos-chave para ter determinadas conversas como, por exemplo, quando oferece aos seus filhos o seu primeiro telemóvel. Estabeleça regras nessa altura, uma vez que, a partir dos 13 anos, os jovens poderão livremente aderir a redes sociais.

Peça aos seus filhos que o ensinem

Não tem conta no Instagram? Está interessado em serviços de streaming musical? Se os seus filhos estão familiarizados com estas questões, podem ser uma excelente fonte de ajuda. Esta é também uma boa oportunidade para abordar questões de segurança e privacidade. Peça-lhes que o ajudem a definir a privacidade da sua conta no Facebook e eles não perderão a oportunidade de o ensinar e lhe mostrar do que são capazes.



Alguns Videos explicativos para ter segurança na internet

Alguns desafios para ter segurança na internet


Vencedores do Concurso "Faça lá um poema 2016"


Já são conhecidos os vencedores do concurso "Faça lá um poema 2016".

2.º Ciclo: David José Gomes de Matos - 5.º B  

3.º Ciclo: Iuna Maya Dreyer - 9.º B 

Os poemas selecionados  para representar o agrupamento já foram enviados para o Plano Nacional de Leitura.

PARABÉNS A TODOS OS PARTICIPANTES E, EM ESPECIAL, AOS ALUNOS VENCEDORES!

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

Ação de Sensibilização para Docentes
 “Estratégias de Intervenção nas Dificuldades de Aprendizagem da Leitura e da Escrita”

O Gabinete de Apoio ao Aluno e à Família (GAAF), em articulação com a Biblioteca Escolar, dinamizou, no passado dia 27 de janeiro, uma ação de sensibilização destinada a docentes e técnicos especializados do Agrupamento de Escolas de Santa Cruz da Trapa.
Esta ação, intitulada “Estratégias de Intervenção nas Dificuldades de Aprendizagem da Leitura e da Escrita”, teve como principais objetivos reconhecer características do quadro de dislexia e/ou disortografia, identificar sinais de alerta no pré-escolar e nos diferentes ciclos de ensino, bem como conhecer estratégias e atividades de intervenção, em contexto escolar.
A atividade decorreu entre as 16.00 e as 18.30 horas e foi dinamizada pela Dra. Anabela Carvalho, psicóloga, doutorada em Psicologia do Desenvolvimento, docente no Ensino Superior e investigadora, com diversas publicações na área da aprendizagem da leitura e da escrita.
A ação revestiu-se de elevada importância na medida em que auxiliou professores e técnicos a compreenderem melhor esta temática, refletindo sobre o impacto da mesma na vida dos alunos e, acima de tudo, debateram-se estratégias de intervenção de modo a darem uma resposta adequada à situação de cada aluno com perturbação específica da leitura e da escrita.

As técnicas do GAAF e a Professora Bibliotecária agradecem a presença de todos.