quarta-feira, 11 de novembro de 2020

ARMISTÍCIO

 ARMISTÍCIO




Comemora-se hoje o 102º aniversário do Armistício da 1ª Grande Guerra Mundial.

Foi pelas 11 horas do dia 11 de novembro. Todos os sinos tocaram por anunciar o fim da guerra. Numa carruagem restaurante de um comboio estacionado na floresta de Compiègne, na Picardia, entre as 5h12 e 5h20, os generais alemães reuniram-se com os Aliados para assinarem uma convenção de paz, o Armistício.

As turmas do 9.º A e B, no âmbito da disciplina de História, para comemorar a efeméride, compilaram um conjunto de frases sobre a Guerra e a Paz proferidas por alguns ilustres que vão desde Sun Tzu a Rochefoucauld, de H. G. Wells a João Paulo II.

Devemos lê-las e sobretudo refletir nelas.

“Triunfam aqueles que sabem quando lutar e quando esperar”.

“O primeiro dos bens depois da saúde é a paz interior.”

“Olho por olho e o mundo ficará cego. “

“Quando os ricos fazem a guerra, são sempre os pobres que morrem.”

“Se toda a gente exigisse paz em vez de mais uma televisão lá em casa, então existiria paz.”

“A paz é a única forma de nos sentirmos realmente humanos.”

“Se não acabarmos com a guerra a guerra acabará connosco.”

“Só mortos conhecem o fim da guerra.”

“Não há paz sem justiça, não justiça sem perdão.”

“Se todos derem as mãos quem sacará as armas?”

“Temos de aprender a viver todos como irmãos ou morreremos todos como loucos.”

“Nunca podermos obter paz no mundo até que consigamos estar em paz com nós próprios.”

“O que não me mata, fortalece-me.”

“Paz na terra aos homens de boa vontade.”

“Nem mesmo o homem mais bondoso consegue ficar em paz se isso não agrada ao seu vizinho mau.”


Sem comentários:

Enviar um comentário